Folia acessível

Os desfiles das escolas de samba no Sambódromo tiveram este ano um projeto-piloto que tornou o Carnaval acessível na inclusão de pessoas com deficiência auditiva e visual. A iniciativa da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, feita em parceria com a SPTuris e apoio do assessor da DIE Roberto Belleza, ofereceu recursos de audiodescrição e interpretação em Libras para cerca de 20 pessoas nos dias 24 e 25 de fevereiro, durante os desfiles de agremiações do Grupo Especial.

89